Investir em terreno é um bom negócio, mas exige cuidados!

Invista em terreno.jpg

Terrenos são grandes geradores de riqueza, pois investir no entorno de grandes capitais é valorização garantida no longo prazo. Isto ocorre porque as cidades brasileiras estão se expandindo horizontalmente em ritmo acelerado.

Também existem diversas formas de se investir e lucrar com terrenos no curto e médio prazo.

Muitos condomínios de luxo no Brasil são construídos em verdadeiros brejos, terrenos alagados em volta de lagoas que não teriam qualquer valor aos olhos de uma pessoa comum.

Confira 3 dicas para investir em terrenos:

  1. Verifique o histórico

O primeiro passo é verificar o histórico da empresa responsável pelo loteamento, pedir referências sobre os loteamentos lançados anteriormente e visitá-los.

  1. Visite o Local

Visitar o local onde se deseja adquirir um lote é fundamental para conhecer a infraestrutura das ruas, iluminação, segurança e verificar a demarcação.

  1. Documentação

É necessário olhar com atenção a documentação do lote. Caso o lote seja irregular, a documentação irá denunciar se ele está instalado próximo a áreas de mananciais ou de proteção ambiental.

Uma das principais prioridades é verificar a matrícula individual do lote, que garante ao proprietário que aquilo não é fruto de uma ocupação irregular. Essa conferência pode evitar 95% dos problemas que podem ser descobertos com a compra de terrenos.

Confira no Registro de Imóveis o registro do loteamento, as licenças e a aprovação do projeto.

É recomendável também verificar informações junto aos órgãos ambientais e prestadores de serviços públicos de água e luz.

Seja qual for o terreno, tenha um pensamento de longo prazo, para assim conquistar lucros muito maiores que no curto prazo.

Anúncios

Saiba como aumentar a durabilidade de uma Piscina de Fibra

Saiba como aumentar a durabilidade de uma Piscina de FibraO que é uma piscina de fibra?

Tradicionalmente, as piscinas em fibra de vidro são confeccionadas como uma única peça que é revestida, como o próprio nome indica, com fibra de vidro. A fibra de vidro é um polímero composto pela aglomeração de filamentos de vidro muito finos, aos quais é adicionada uma resina de poliéster.

O que você precisa saber é que a durabilidade de uma piscina de fibra depende de 3 fatores. Se todos fatores forem cumpridos, ela vai durar por muitas décadas.

Qualidade da fabricação

A realidade é que nem todas as piscinas de fibra são fabricadas igualmente. Algumas das diferenças são: a qualidade da matéria-prima utilizada, a laminação aplicada (ordem e espessura dos materiais), os processos utilizados para aplicar cada camada da lâmina, o nível de conhecimento dos trabalhadores e, finalmente, a condição do molde em que a piscina foi construída.

Como a piscina é instalada

Procure por profissionais terceirizados especialistas em piscinas de fibra, pois eles são treinados e capacitados para cumprir as exigências de qualidade dos fabricantes.

Como a piscina é preservada

Cuidados simples do dia a dia, que muitas vezes são deixados de lado, podem ajudar a conservar a piscina de fibra por mais tempo. Algumas dicas básicas são:

  • Aplicar mensalmente uma cera de polir carro nas bordas da piscina;
  • Deixar sempre a água com o pH correto;
  • Sempre usar produtos de qualidade;
  • Respeitar o tempo para a troca de filtro e outras manutenções.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a Imobiliária Jaeger.

#VemPraJaeger

Decoração de interiores, um delicioso desafio.

 

Decorar um ambiente é sempre um delicioso desafio, mas não é algo simples pois exige muita atenção e cuidado com as escolhas. Defina seus objetivos para o ambiente, imagine como gostaria que fosse, escolha o estilo, arregace as mangas e mãos à obra.

Primeiro é fundamental escolher o estilo que melhor se encaixe no ambiente a ser decorado. Siga tendências, padrões e linhas, combinados com acessórios, iluminação e mobílias. Agora imagine tudo o que você escolheu junto ao mesmo tempo e em um mesmo ambiente.

Tente entender, descobrir e perceber os itens escolhidos que melhor combinam entre si, bem como a harmonia entre eles e o ambiente onde serão colocados.

E lembre-se, menos é mais! Ou seja, um ambiente com muitos itens decorativos ou móveis, passa uma sensação de sufocamento, falta de espaço, torna-se desconfortável, menos funcional e é mais propenso a estar desorganizado.

Escolha um item que será o foco das atenções no ambiente a ser decorado, pode ser a cama, um armário, a lareira, uma cristaleira, a mesa de jantar ou o estofado. Pense nas cores escolhidas e lembre-se que nem todas combinam entre si.   Uma boa dica é o contraste entre tons pastéis, que passam calma e tranquilidade, e cores vivas, que trazem boas energias e dão mais vida ao ambiente. Então, se as paredes, cortinas e pisos são claros, utilize motivos decorativos bem coloridos para dar sensação de amplitude, alegria e vida ao ambiente.

Pense em como o seu projeto vai ficar. Em quais posições estarão os móveis, quais cores serão utilizadas e aplicadas, o que pretende focar, qual iluminação utilizar… imagine tudo antes para depois não se perder no seu próprio estilo e comprar coisas desnecessárias.

É fundamental saber o tamanho dos ambientes da sua casa, para tanto, meça os cômodos que você pretende decorar, faça desenhos, rascunhos, e simulações sempre anotando tudo, pois isso vai auxiliar na hora de escolher os móveis e onde colocá-los.  

Tire as medidas das paredes considerando o pé direito, o tamanho das janelas e a posição das tomadas. Considere  também as medidas abaixo das janelas para não errar na escolha da altura dos móveis. Nas cozinhas banheiros tire também as medidas do sifão e das saídas e entradas de água e gás, isso pode evitar muita dor de cabeça depois.

Deixe sua casa mostrar mais de você! Use objetos que tenham a ver com o seu estilo para decorar os ambientes.

Peças compradas em antiquários ou viagens são uma ótima opção e até mesmo aquela cristaleira, criado mudo, baú ou balcão que era de sua avó podem ser repaginados com o uso de cores vibrantes para dar um novo destaque ao ambiente e a própria peça.

Pense também na natureza, pois consciência ambiental faz parte do cenário moderno. Nesse sentido, aproveite a iluminação e a ventilação naturais e aposte em soluções sustentáveis. Por exemplo: utilize objetos ou móveis fabricados com materiais reciclados, madeira de demolição, plástico ou vidros.

Mas se a sua intenção for começar do zero, separe tudo o que achar que deve ser descartado, livre-se dos itens decorativos e da mobília que não pretende mais usar pois um ambiente mais vazio facilita a visualização do espaço  disponível em casa e, por conseqüência, torna-se mais fácil  imaginar como ficará o novo ambiente.

Caso esteja achando difícil, existem aplicativos de celular voltados para decoração de ambientes e que podem ser muito úteis na hora de simular como ficará o ambiente após aplicadas todas as suas escolhas. Veja abaixo algumas dicas:

Em vez de papel e lápis, o Photo Measures dá a opção de tirar uma foto e anotar todas as medidas dos ambientes na tela do celular, evitando que você se confunda ou perca as anotações e é compatível com iPhone, iPod touch e iPad.

Já o Coral Visualizer auxilia na hora de escolher as cores para suas paredes, inclusive combinando com os móveis que você tem.

O ColorSmart é um aplicativo no qual você coloca fotos do ambiente que quer pintar e então, virtualmente, pode testar uma infinidade de cores, até encontrar a que melhor combine como o seu espaço; pode ser baixado gratuitamente para iOS.

E, para trazer boas energias, o aplicativo Feng Shui Bagua Map explica como usar o Feng Shui e a melhorar a harmonia e energia dos espaços interiores.

Quer saber mais? Visite sempre nosso blog, pois a cada semana temos novidades que lhe ajudarão a transformar a sua casa na casa que você sempre sonhou.

#VemPraJaeger